domingo, 24 de abril de 2016

OS BENEFÍCIOS DA PODEROSA GELÉIA REAL, PÓLEN, MILAGRE DA NATUREZA:





PÓLEN, UM ALIMENTO DOS MAIS ANTIGOS NA NATUREZA

O Pólen e o mel de abelha são os únicos alimentos sobre a terra que contêm os 22 nutrientes
necessários para que o homem tenha uma nutrição completa e, portanto, saúde.Vitaminas, Sais Minerais,Pró-vitamina A (Beta-Caroteno) Fósforo, Vitamina B1 (Tiamina) Ferro,
Vitamina B2,Potássio,Vitamina B3,Manganês, Vitamina B5,Sódio,Vitamina B6,Zinco, Vitamina B12,Boro,Vitamina C, Cálcio, Vitamina D, Cobre, Vitamina E, Magnésio, Vitamina H, Enxofre, Ácido Fólico ,Titânio,Ácido Pantotênico ,Iodo. Além das vitaminas e sais minerais, o Pólen e o mel contêm: Ácidos graxos, Ácido fenólico.Ceras e resinas, Pigmentos, Vernina, nucleina, 3 a 20 % de umidade, Esteróides de crescimento;Aminoácidos, Aminas, lecitina, ácidos nucléicos, flavonóides.
35 grs. “por dia de Pólen suprem a exigência protéica de uma pessoa”


Encontram-se 28 minerais no corpo humano, dos quais 14 são vitais. O Pólen contém os 28 minerais.
O Pólen dá superioridade aos atletas. Há muito tempo tem se observado que a delegações russas que participam das olimpíadas levam a maioria das medalhas. Os russos têm buscado por muitos anos o balanço nutritivo correto para produzir atletas superiores e estão convencidos de que o pólen de abelha lhes proporciona energia extra e grande vigor. O recorde de êxito dos russos nos Jogos Olímpicos confirma essa teoria. Os atletas russos, e agora também os atletas americanos, chegaram a conclusão de que o uso de produtos naturais como o pólen de abelha, lhes dá superioridade física e maior rendimento. O treinador de esportes americano Don Cochren fez experiência com seus jogadores ao incluir em suas dietas o pólen de abelha, obtendo magníficos. resultados tanto na melhoria da saúde dos atletas como em seu rendimento físico.

BENEFÍCIOS

Partindo de um ponto de vista prático, verificou-se que os efeitos benéficos do Pólen podem ser de;

1-Regular o apetite.

2-Intervém no restabelecimento do apetite perdido em caso de anorexia, assim como
regula a obesidade e a assimilação exagerada.

3-Ajuda a eliminar os estados de fadiga, cansaço e enfraquecimento muscular e cerebral.

4-Atuar sobre o envelhecimento do aparelho genital urinário.

5-Atuar como antibiótico sobre microorganismos como a tifoidea e as salmonelas.

6-Atuar como uma ação reguladora da pressão arterial, melhorando a resistência dos vasos sanguíneos e do aparelho cardiovascular.

NOTA;Alguns estudos sobre os benefícios do pólen nos esportes: Revista Médica de esporte da República da China. Aumento de eficiência esportiva. Estudo do Instituto de Investigação Biossocial de Tacoma, Washington, sobre o aumento de vigor dos atletas.
Artigo de Runner´s World 1980 diz como Gary Fanelli de Filadélfia quebrou seu recorde de 4:26 numa milha para 4:10 somente quando ingeriu o Pólen. Este mesmo fenômeno aconteceu a Steve Riddick, corredor dos 100 metros. O treinador de corredores de pista Anitti L. relatou que em 1976 fazia todos os seus atletas ingerirem pólen, o que melhorava suas performances. O treinador da Universidade de Rutgers, E.U.A., comentou que depois de dar Pólen aos seus atletas, eles ganharam, pela primeira vez em 48 anos, o campeonato de “travessia de campo” do Metropolitan Intercollegiate de Nova Iorque. O treinador da Universidade de San Juán recomendou à direção da Universidade para que comprasse o melhor Pólen que houvesse, porque havia comprovado os benefícios que ele trazia a todos os seus atletas quando o ingeriam
Regularmente.

FONTE-Ref. Bibl.: “O maravilhoso mundo do Pólen de Abelha”, de Joe M. Parkhill, e os nºs referidos no final do livro (25,30,41,51).

MAS O QUE É O PÓLEN?

O pólen é o “GAMETA MASCULINO DAS PLANTAS”, ou seja, a substância masculina de fecundação de todas as plantas que dão flores. Conforme análises feitas por cientistas e biólogos, “É UMA DAS SUBSTÂNCIAS MAIS RICAS E COMPLETAS ENCONTRADAS NA NATUREZA.” Contém todos os elementos essenciais à vida, tanto vegetal quanto animal. As abelhas o coletam para a sua alimentação sem a qual a colméia se extingue em pouco tempo.Seu emprego recomenda-se onde quer que seja necessário um NUTRIENTE CELULAR do mais alto valor, atuando em todos os níveis, principalmente no sistema glandular e no sistema nervoso central.Conforme pesquisas realizadas em hospitais e clínicas especializadas em vários países, sob orientação e supervisão de eminentes cientistas, as seguintes qualidades principais são encontradas no pólen:Retardador do envelhecimento E Regenerador das funções orgânicas e psíquicas;Catalisador de energia e saúde; Prevenção e tratamento de doenças degenerativas e infecciosas (possui propriedades antibióticas comprovadas); Excelentes para atletas, dançarinos, artistas e intelectuais de um modo geral;Promotor do desenvolvimento físico e mental de crianças e adolescentes; Útil na prevenção do Stress, cansaço físico e mental, perda de memória, e falta de concentração ;Melhora das condições psíquicas, proporciona maior interesse pela vida, melhor aproveitamento do sono e humor mais positivo; Prevenção da debilidade sexual, impotência, certos tipos de esterilidade masculina e feminina; (Foram observados diversos casos de cura de impotência masculina, bem como a melhoria acentuada no desempenho em pessoas normais); Prevenção de problemas de próstata e gênito – urinários, sendo usado na Rússia, França, Suécia e Japão como principal medicamento em problemas de próstato – vesiculites.

UM ALIMENTO E TANTO

O pólen é dos melhores alimentos, tônicos e bioenergéticos naturais conhecidos pela ciência, até os dias de hoje. Seu uso constante auxilia o organismo contra o envelhecimento precoce, mantendo-nos saudáveis e ativos até idades avançadas.O hábito de usá-lo constantemente, mesmo em quantidades pequenas, é extremamente salutar e aconselhável.Apresentamos abaixo alguns tópicos sobre o Pólen Coletado por Abelhas, extraídos da vastíssima bibliografia mundial sobre o assunto.
a) RUSSOS QUE VIVEM MAIS DE 100 ANOS
Quando o prof Nicolai Vasilievich Tsitsin, biólogo e botânico, associou-se ao Instituto de Longevidade da antiga
URSS, fez um estudo das pessoas centenárias das montanhas do Cáucaso, na província russa da Geórgia, procurando alguns aspectos em comum entre muitos georgianos que viviam entre 100 a 150 anos.
Assim, o Dr. Tsitsin descobriu que essas pessoas eram geralmente apicultores e os produtos da colméia eram sua principal alimentação: Geléia Real, Pólen e Mel.

b) USO DE PÓLEN POR ATLETAS
Depois das Olimpíadas de Monique em 1972, foi revelado que o finlandês Lasse Viren, vencedor das corridas de 5 mil e 10 mil metros, tinha tomado pólen regularmente por anos. Entre os treinamentos e competições, todos os dias ele tomava de 4 a 10 cápsulas de Pólen. Após essa constatação, o uso de Pólen entre os atletas finlandeses tornou-se comum. Muitos atletas americanos e de todo o 1º mundo também fazem uso do Pólen.

c) PROTEÇÃO CONTRA RADIAÇÃO E RADIOTERAPIA
Várias pesquisas científicas realizadas com animais em laboratório, comprovaram que após terem ingerido pólen,foram protegidos mesmo em exposição a altas doses de radiação. A Rutina, uma das substâncias do Pólen, também encontrada na Própolis, é um glucosídeo que aumenta a proteção contra radiações atômicas. Para pessoas que se utilizam de radioterapia anticâncer, a Rutina pode ajudar contra efeitos indesejáveis.

d) PÓLEN COMO ANTICANCERÍGENO E ANTITUMORES
O U.S. Department of Agriculture (USDA) pesquisou e concluiu que “a ingestão de Pólen retarda o desenvolvimento de tumores mamários”. Deste modo, o Pólen é útil para a prevenção do câncer e limita o desenvolvimento de tumores.Um relatório do USDA, publicado no Journal of the National Cancer Institute (outubro de 1948, p. 119 a 123) diz: “Estes resultados indicam que o desenvolvimento de tumores mamários em ratos podem ser influenciados pela ingestão de Pólen. Sugere-se que o uso padronizado dos princípios ativos do Pólen poderia produzir enormes retardamentos no desenvolvimento de tumores mamários. Esses experimentos foram baseados em postulações de que o Pólen contém um princípio anticancerígeno que pode ser adicionado à dieta.”

e) PÓLEN CONTRA AS ALERGIAS
O médico alergista Dr. William G. Petersen sustenta que mais de 22 mil de seus pacientes, nos Estados Unidos, estão tomando pólen junto com sua medicação costumeira para aliviar os sintomas da alergia. Muitas pessoas são alérgicas ao Pólen anemófilo ou pólens que são carregados pelo vento e ar. O Pólen coletado e processado por abelhas ajuda a imunizar o organismo contra a alergia ao pólen anemófilo.
f) PESQUISAS FRANCESAS
Cientistas franceses indicam que o pólen de abelhas, conhecido na França como popular ativador sexual, é também usado para curar desordens intestinais, psicoses, neurastenias, retardo no crescimento, hemorragia cerebral, perda de memória, debilidades gerais, disfunções cerebrais na criança e para reduzir o tempo de convalescença dos doentes. Médicos europeus iniciaram experiências com o Pólen como agente medicinal depois da Segunda Guerra Mundial. Eles descobriram que o Pólen é um forte estimulante biológico com altíssimas propriedades terapêuticas. O pólen ajuda na regeneração das células.Usado em experimentos com idosos, o pólen restaura o ânimo, recupera o bem-estar físico e mental, aumenta o vigor sexual e devolveu a saúde física para todos que estavam sendo examinados no laboratório durante aquelas experiências.

A ESTRELA PRINCIPAL;A ABELHA

O Dr. Naum Joirisch, autor do livro “Bees in the service of Humanity” (Abelhas a serviço da Humanidade), credita ao pólen de abelhas melhora na cura de colite crônica, distúrbios do sistema endócrino e algumas desordens do sistema nervoso. O pólen de abelhas tem pouquíssimas calorias e sódio, e sendo completamente de origem vegetal, não tem colesterol.

E A GELÉIA REAL?

A geléia real é uma substancia cremosa, acentuadamente ácida, cheiro e sabor fortes, cor e consistência do leite condensado, produzida, mediante secreção glandular, por abelhas operárias jovens, de poucos dias, e destinada exclusivamente à alimentação das larvas e da rainha. Todas as larvas são alimentadas com geléia real nos dois primeiros dias de vida; a rainha, porem, a come durante toda a vida. E aí está a razão da diferença entre as operarias (que pesam 125 mg, medem 12mm de comprimento, e vivem no maximo 45 dias) e as rainhas (que pesam 200 mg, medem 17 mm de comprimento, e vivem até 5 anos pondo 2000 -3000 ovos por dia).A história da geléia real tem seu começo no século XVIII, quando o naturalista François Huber notou que as celas ocupadas pelas larvas das futuras rainhas eram as únicas que recebiam um líquido especial, graças ao qual essas larvas se desenvolviam em rainhas.
Durante mais de dois séculos, ninguém se preocupou com a descoberta de Huber, até eu o Dr. Alain Caillas, engenheiro agrônomo de Orleans, França, levantou a questão: Por que as ciências modernas não investigam o mistério da geléia real e dos benefícios que ela seria capaz de proporcionar ao homem: finalmente, os pesquisadores, curiosos por saberem por que a rainha tem uma existência muito mais prolongada do que as operarias, tiveram sua atenção atraída para a geléia real, e concluíram que é justamente a este milagroso produto eu se deve o referido fenômeno de longevidade.

Composição química

Em 100 gramas de geléia real encontram-se:

Água 24,15 g
Hidratos de carbono 20,00 g
Proteínas 30,62 g
Gorduras 3,00g
Estratos etéreos 15,22 g
Sais 2,34 g

Elaborada pelas glândulas hipofaringeanas das abelhas com até 15 dias de vida, a geléia real é o mais precioso dos alimentos apícolas. Sua composição indica 66,5% de água, elaborada pelas abelhas para solver 34% de substância secas, entre elas 12,34% de proteínas, 6,46% de lipídios, 12,49% de açúcar animal diretamente assimilável, mas que certamente opera como fonte de vitalização.
Num só grama de geléia real há as seguintes vitaminas (em microgramas), 59 a 149 mg de niocina, 1,5 a 6,6 mg de tiamina, 8 a 9,5 mg de riboflavina, 2,4 a 50 mg de piradoxina, 0,2 de ácido fólico e outros ricos elementos.Há na geléia real 21 diferentes aminoácidos, dentre eles peucinalisina, argimina, isoleucina, valina, felina, etc. Dentre os elementos minerais, há na geléia real, enxofre, magnésio, ferro, zinco, cobre, arsênio, lítio, cobalto, níquel, manganês e cromo.

Os mais importantes sais minerais contidos na geléia real são os de: fósforo (0,67 g), azoto (0,58 g), enxofre (0,38 g), cálcio,ferro, manganês, potássio, magnésio etc.
A geléia real também encerra vitaminas: tiamina (vitamina B1), riboflavina (vitamina B2), ácido pantotênico (vitamina B3, niacina (vitamina B5 ou PP), adermina ou piridoxina (vitamina B6), biotina, inositol, ácido fólico, ácido ascórbico (vitamina C).

Uso medicinal

Experiências primeiramente feitas com cães, gatos, ratos, cobaias, porcos, galináceos, e destinadas a determinar o índice de prolongamento da vida, colheram resultados surpreendentes. Surgiu, pois, a idéia de colocar a geléia real, como promovedor de longevidade, ao serviço do homem.
Entre muitos médicos e nutricionistas predomina, pois, a convicção de que a geléia real de fato prolonga a vida do ser humano.Num hospital de Paris foram aplicadas injeções de geléia real em alguns pacientes, na dose de um miligrama, e os médicos afirmam que houve melhoras instantâneas, sendo do que os efeitos duraram doze dias. Segundo a informação divulgada, os cardíacos foram os mais beneficiados.
Segundo diversos pesquisadores, a geléia real combate as perturbações nervosas e as afecções vasculares, e, bem assim, a doença de Parkinson.Experiências levadas a cabo nos Estados Unidos, na Alemanha, na França, Japão e na Itália, revelam que a geléia real tem inúmeros efeitos medicinais: traz ótimos resultados no esgotamento nervoso, no cansaço mental, na insônia, na tensão nervosa, na melancolia, nas neuro-psicoses, nas obsessões (Drs. H. Destrem, L. Telatin, Chauvin); combate infecções que tenham resistido aos antibióticos (Dr. H. Destrem, P. Prosperi, F. Ragazzini, L. Francalancia); normaliza a pressão arterial, corrigindo tanto a hipertensão como a hipotensão (Dr. H. Destrem, G. Jacoli); cura a úlcera duodenal (Dr. G. Izar); é útil contra a icterícia, a anemia crônica e perniciosa, e a leucemia linfática e mielóide (Drs. A. Gaggioli, G. Jacoli, P. Prosperi); normaliza o funcionamento das glândulas supra-renais, da tireóide, do baço, do fígado, dos ovários etc. (Drs. Ardy, Paggioli, Jacoli); age beneficamente sobre a pele (Dr. Decourt); socorre as mulheres na menopausa (Dr. H. Destrem); restaura o apetite de crianças, jovens e velhos (Drs. Decourt, Sarrouy, Alger, Prosperi, Leuteneger, Raffi); contribui para o fortalecimento e desenvolvimento normais de bebês prematuros, que tenham vindo ao mundo com debilidade congênita, afecções cardíacas e outras complicações (Drs. C. Malossi, Francalancia, Ragazzini, Grandi, Prosperi); é útil também em muitos outros casos, como nas afecções das vias respiratórias (resfriados, tosse bronquite), nas afecções cardíacas, nas perturbações do aparelho digestivo, no eczema.

Chaigneard, renomado apicultor da França, louva a geléia real dizendo:
“Faço uso da geléia real e dou-me extraordináriamente bem. Tudo aquilo que se perde com a idade – vivacidade corporal, liberdade de espírito etc. – logo renasce. A gripe, por exemplo, não me incomoda mais. E até as hemorróidas, que me fizeram sofrer durante 30 nos, já desapareceram”.
O Dr. Alain Caillas declara:
“Eu e minha família tomamos geléia real na dose de um miligrama e meio por dia. Experimentamos logo uma sensação de bem-estar geral com amento de capacidade de trabalho intelectual. O apetite também aumentou”. ( Prof. Alfons Balbach )

Pesquisas e publicações em jornais e revistas científicas

A geleia real é mais que alimento, mais que remédio. É produto elaborado pelas abelhas, com o poder indiscutível de cura, poder de super-alimento, poder preventivo em inúmeras doenças. É produto terapêutico, energético, restaurador celular, rejuvenescedor etc. etc., comprovado cientificamente, com atuação benéfica nas abelhas, como também no homem e em outros animais. Daí a fama mágica e milagrosa que ela possui.
A Geléia Real é uma secreção glandular das abelhas jovens, também conhecida como “leite real”, alimento real, produzida a partir do pólen de flores. É um super alimento, contendo a maioria dos nutrientes conhecidos, segundo inúmeros pesquisadores o alimento mais completo produzido na natureza. Na verdade, a abelha rainha nada mais é do que uma abelha operária que nasce de um ovo fecundado, e é criada numa cápsula chamada realeira, alimentada exclusivamente com Geléia Real durante toda a vida. Esta alimentação é responsável pela sua fertilidade (a abelha rainha produz mais de três mil ovos por dia) e longevidade.

EXCELENTE PARA A SAÚDE

A Geléia Real é composta de, 5 a 6 por cento de lipídeos, 12 a 15 por cento de carboidratos, vitaminas, hormônios, 12 a 13 por cento de proteínas, enzimas e vitamina B. Inúmeros trabalhos científicos, desenvolvidos em várias partes do mundo, confirmam os benefícios da geléia real na saúde humana.Ingerida por via oral, tem efeito estimulante no organismo e nos órgãos em geral. Tem ação estimulante do metabolismo, melhorando a oxigenação, o apetite e o estado geral do organismo. Segundo pesquisadores, o uso da geléia real facilita os esforços físicos e intelectuais, diminui o cansaço, melhora a faculdade de associação e coordenação. Para outros autores, tem efeito anti-stress, obtendo-se maior controle dos nervos, diminuindo a tensão. Ministrando-se (segundo pesquisas), um preparado de geléia real a pacientes afetados por estado de esgotamento nervoso e de neurestonia, concluiu-se um aumento de sentido de bem estar, da capacidade e vontade de trabalho, maior controle nervoso e maior vitalidade. O emprego da geléia real no campo pediátrico mostrou-se animador. Em crianças com baixo desenvolvimento físico e mental, com falta de apetite, baixo aproveitamento escolar, observou-se melhora acentuada em tratamentos efetuados entre 20 e 60 dias. Sua utilização no auxilio da recuperação de convalescentes de cirurgias e outras doenças tem sido satisfatória. Na melhoria do desempenho e bem estar dosatletas.Muito recomendada para idosos, para melhoria de seu estado geral.Utilizada no campo dermatológico e cosmético, demonstrou ação revitalizante, antienvelhecimento e hidratante da pele.

MAIS COMPROVAÇÕES

Complemento alimentar, produzido pelas abelhas jovens, que transformam o pólen das flores dentro do seu organismo e com muito trabalho conseguem produzir alguns gramas deste alimento miraculoso. A Geléia Real 100% pura, conforme análises químicas realizadas por inúmeros cientistas mundiais, tais como: Dr. Butenat (Alemanha) e Dr. Havdock (EUA), revelaram que é composta de vários tipos de vitaminas, sais minerais, aminoácidos, frutose, etc. Mais de 100 tipos de substâncias. DESCOBERTA A Geléia Real foi descoberta como maravilhoso alimento dietético e de eficácia comprovada por eminentes médicos europeus e americanos. Entretanto, o processo de produção é muito difícil e, por esta razão seu custo é muito elevado. A Geléia Real possui o aspecto de leite condensado e seu sabor é acido. Durante a vida inteira a Rainha das Abelhas recebe este alimento de boca a boca das abelhas operárias, o que faz com que a Abelha-Rainha viva cinco anos. Uma vida longa, comparada às abelhas-operárias, que sobrevivem em média quarenta e cinco dias apenas alimentando-se de mel e pólen.Mesmo que a ciência alcance grande desenvolvimento, a Geléia Real jamais poderá ser produzida por meios artificiais.

BENEFÍCIOS

A Geléia Real produz, com eficácia, a regeneração das células cansadas. Atua na glândula pituitária, retroagindo a coloração do diencéfalo que se intensifica com a idade. O acido 10-hidroxidecênico e a homeoparotina que contém, estimulam o centro vital produzindo efeitos terapêuticos e rejuvenescedores.

EFEITOS CLÍNICOS COMPROVADOS

Foram constatados maravilhosos resultados clínicos em 218 casos, tais como: sistema nervoso, aparelho digestivo, aparelho respiratório, fígado, problemas de menopausa, doenças de pele, hemorróidas, pós-operação de câncer, velhice, astenia sexual, impotência, insônia, diabetes etc. (Dr. Hiroshi Wataru – Japão). Extraordinários resultados foram obtidos em vários casos clínicos, tais como: gastroptose, úlcera, doenças pós-operatórias do câncer uterino, desgaste físico, crescimento insuficiente nas crianças, etc. (Dr. Takeuchi – Japão). Conforme resultados das experiências, a Geléia Real proporciona ótimas influências nos processos químicos internos do corpo humano, auxiliando o seu bom desenvolvimento. Possui poder de combater micróbios, concede maior saúde ao corpo e aumenta a longevidade do homem.(II CONGRESSO INTERNACIONAL DE GENÉTICA – Alemanha Ocidental). Quando a Geléia Real foi utilizada no tratamento de queimaduras, foi constatado maior rapidez na formação de novas células de pele no local afetado do que nos outros tipos de tratamentos. (Dr. Ginbell da Faculdade de Medicina de Wien). Nos casos de doenças de pele, ressecada ou queimaduras de sol, eczemas, problemas de pele após-barba, etc. Constatou-se rápido restabelecimento da pele com aplicação da Geléia Real. (Dr. Piscaefe – Tchecoslovaquia). A Geléia Real possui o poder de combater o câncer (Dr. Tausento – Canadá). Houve maravilhosos resultados nos problemas de menopausa e nos processos de envelhecimento (Dr. Prof. Kushima – Japão). Além desses resultados, os cientistas da França, da Itália e de outros países estão anunciando maravilhosos resultados positivos em vários outros casos.A sua história data de mais de quatro séculos a.c., quando Aristóteles da Grécia mencionou sobre a Geléia Real em sua obra, discriminando-a como uma coisa parecida com o mel, macia e densa.Mas a Geléia Real tornou-se mundialmente conhecida quando o Papa Pio XII, já em idade avançada e em estado de coma, completamente desenganado pelos médicos, começou a ingerir a Geléia Real. Após algumas semanas, milagrosamente o Papa recobrou a sua saúde.Depois desse fato, muitas pessoas começaram a procurar a Geléia Real, mas como a produção é muito difícil, e por não atender a procura, começaram a surgir vários produtos que se diziam ser Geléia Real. Tanto é que, mesmo atualmente, muitas pessoas pensam que a Geléia Real é um alimento parecido com o mel.

QUAL A DIFERENÇA ENTRE A GELÉIA REAL E O MEL?

O mel é um alimento consistente e de cor amarelada, semitransparente, doce e com aroma floral. Também é produzido pelas abelhas operárias.Já a Geléia Real é feita a partir do pólen que as abelhas operárias internas se alimentam, fazem a digestão no estômago e intestinos e, após a ação de vários enzimas, conseguem produzir uma pequena quantidade da Geléia Real.Só para se ter uma idéia, dentro de cada colméia encontram-se menos de um grama de Geléia Real.A Geléia Real 100% pura tem a aparência igual a leite condensado, de cor leitosa e seu e seu paladar não é nada doce, diferente do mel. A larva que é escolhida para ser a nova Rainha é alimentada sómente de Geléia Real e por esse motivo se torna duas vezes maior que as abelhas operárias, três vezes mais pesada, vive de três a cinco anos, em comparação, as abelhas operarias vivem somente seis ou sete semanas, e ainda é a única capaz de fecundar diariamente dois mil ovos, o que equivale a duas vezes o seu peso.Ou seja, seria como se um homem comum vivesse mais ou menos 80 anos e um outro, graças a um alimento especial (no caso, a geléia real) vivesse mais ou menos três mil anos).
COMPOSIÇÃO DA GELÉIA REAL

Por se tratar de um dos alimentos mais ricos que existem na Natureza,possui uma composição com mais de 100 tipos diferentes de substâncias, entre vitaminas, sais minerais e aminoácidos. Dentre as substâncias da Geléia Real, existem duas em especial que merecem maior atenção; o ACIDO 10 – HIDROXIDECENICO E A HOMEOPAROTINA.O primeiro, é um tipo de ácido graxo e ocupa a maior parte dos ácidos existentes na Geléia Real. Esta substância foi foco de atenção devido ao relatório apresentado como substância anticancerígena . Quanto ao segundo, ela é assim chamada (homeoparotina), pelo fato de parecer-se com o hormônio da glândula salivar, a Parotina, e esta sendo considerada como substância REJUVENESCEDORA.

ELEMENTO R

As principais substâncias da Geléia Real são as já citadas, entretanto, ainda que agruparmos todos os alimentos, não será suficiente para a análise preciosa do desconhecido elemento R, que no início imaginávamos ser a substância que sustenta a vida mística das Abelhas rainhas. ( R = Tomado da inicial de Real).

EFEITOS PRÁTICOS DA GELÉIA REAL

A Geléia Real já foi amplamente usada na conservação da saúde dos idosos, terapia da asma infantil, doenças da pele, anormalidades dos órgãos internos, nevralgia, pressão arterial irregular, falta de apetite, problemas da menopausa, etc., apresentando efeitos e resultados acima dos 70%.FORTALECIMENTO DO MESENCÉFALO E O REJUVENECIMENTOO mesencéfalo é uma parte do cérebro constituído por duas partes: o Soalho Ocular e o Infra Soalho Ocular. Neste segundo está localizado o SISTEMA NERVOSO AUTÔNOMO, o SISTEMA SENSORIAL e o SISTEMA DE COORDENAÇÃO HORMONAL.O Dr. Katsuji Kuti da Universidade de AKITA (Japão), pesquisou de onde inicia o processo de envelhecimento do ser animal, iniciando as pesquisas através de cobaias.Baseado nesta experiência, o Dr. Kuto concluiu que o envelhecimento não inicia nos órgãos internos, mas sim a partir do envelhecimento do Mesencéfalo.Os sintomas que indicam o mau funcionamento do Sistema Nervoso Autônomo e conseqüentemente inicio do Climatério são: Febricitantes, Friagem, Vertigem, Palpitação acelerada. Contração Muscular da Espádua, Reumatismo, Dores Musculares, Ânsia de Vômito, Perda de Apetite, Prisão de Ventre, Disenteria, Cansaço Fácil e Cólicas.

OUTROS EFEITOS

Promove descanso durante o sono Regenera a pele e elimina a queda de cabelo Fortalece a memória, ativando o cérebro Aumenta o vigor sexual Elimina o cansaço, aumenta a resistência corporal; Cura a prisão de ventre ;Elimina dores nos ombros, nas pernas e nas costas Aumenta a circulação do sangue, eliminando o frio nas mãos nos pés.Na terapia humana, assim descrevemos a geléia real – é estimulador biológico, com ação energética e regeneradora do organismo. É recomendada para os casos de cansaço, astenia, falta de apetite, esgotamento físico e nervoso, transtornos do comportamentos, inadaptação social e baixo rendimento psíquico nas escolas, deficiências do crescimento e do desenvolvimento na puberdade e na adolescência. É recomendada como tônico geral nas enfermidades com evolução crônica, nas anemias, nas amenorréias e na debilidade senil.O uso da geléia real não causa efeitos secundários. Não há, portanto, contra-indicações ao seu uso por qualquer pessoa. Porém, para que a geléia real se mantenha integra e perfeita, há necessidade de cuidados especiais. Deve ela, quando pura (tem um gosto um tanto azedo/ácido, que fica por muito tempo na boca), ser conservada no congelador, num recipiente vedado, sem presença de metais. Quando diluída em mel na proporção máxima de 1,5% para uso normal, ou de 2% em casos de carências agudas, deve ela ser protegida dos raios de luz natural ou mesmo artificial e de qualquer elemento metálico.

RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES

O seu organismo não absorverá todos os elementos que ingerir de uma geléia real, se você usar grande quantidade. Medida de tratamento: O ideal é a absorção de uma medida igual a uma colher de chá por dia, contendo geléia real diluída em mel para a média de 1,5% (ou 15g por litro de mel); a medida de manutenção deverá ser de mais ou menos 0,5g ao dia. O mel é o melhor protetor da geléia real, ou seja, o seu conservante natural, como fazem as abelhas no interior da colméia, se isso for necessário, não permita que os metais tenham contato por muito tempo com a substância, pois ela tem influências radiativas.Não apresenta efeitos secundários, portanto não tem contra indicações.
Em alguns dados colhidos de vários autores em um resumo bibliográfico sobre a geléia real, há citações de seus benefícios em:
· asma bronquial;
· Geriatria;
· Como bactericida e microbicida;
· Obesidade;
· Problemas de climatério;
· Embelezamento e saúde da pele
· Energético/tônico
· Problemas cardiovasculares;
· Arteriosclerose;
· Diabetes;
· Proteção de ratos em experiências, inolucados com vírus da gripe e poliomielite;
· Doença do fígado;
· Esgotamento;
· Estimulante de glândulas endócrinas;
· Regenerador de células;
· Período pós operatório;
· Inibindo o desenvolvimento do Trypanossoma Cruzi e Leishmania sp;
· Restaurando níveis protéicos pós parto em mulheres, assim como proporcionando aumento de leite;
· Problema de visão
· Menopausa
· depressão.

LEIA MAIS;NÉCTAR,MEL E GELÉIA REAL-ESPAÇO ABELHA

****************************************************************************************************************

ALGUNS LIVROS SOBRE O ASSUNTO;





GENGIBRE PREVINE O ÇÂNCER:


O GENGIBRE previne contra o câncer.

O Gengibre é das ervas (raízes) medicinais e tonificante um dos favoritos da cultura Ayurveda, com origem na Índia e surgiu também como um dos favoritos da culinária recentemente. Houve testes clínicos recentes pela medicina ocidental moderna que mostra que o Gengibre tem consideráveis efeitos anti-inflamatórios e cancerígenos.

A indústria de combate ao câncer afirma que a detecção precoce possivelmente leva a prevenção da sentença de morte do paciente. Eles insistem em triagem, muitas vezes a partir dos 50 anos de idade.

Tradução, edição e imagens: Thoth3126@protonmail.ch

O GENGIBRE previne contra o câncer.



http://www.naturalnews.com

by: P.F. Louis (NaturalNews)

Agora, houve um pequeno ensaio científico que aponta para a capacidade do gengibre de inibir e prevenir o câncer. O teste foi realizado com 20 indivíduos que foram considerados de alto risco para câncer colorretal. O câncer colorretal é o câncer de cólon ou reto. É o terceiro cancer mais diagnosticado, e é o segundo mais letal nos EUA.

A indústria do câncer afirma que a detecção precoce possivelmente leva a prevenção da sentença de morte. Eles insistem em triagem, muitas vezes a partir dos 50 anos de idade. A triagem pode incluir biópsia do pólipo removidos ou colonoscopias e tomografias computadorizadas. Em seguida, vem o corte (a cirurgia) e o veneno (quimioterapia).

Chris Wark, de Memphis, Tennessee, foi diagnosticado com câncer de cólon estágio três na tenra idade de 26 anos. Ele passou por uma cirurgia, mas recusou-se a usar a quimioterapia em seu tratamento. Um livro, literalmente, colocado em sua porta o levou para adotar uma estrita dieta vegetariana de consumir alimentos crus e sucos com suplementos e ervas, que foi modificado alguns meses depois por um naturopata local.


Você pode comprar cápsulas de gengibre, ou usar gengibre em pó para fazer uso do seu próprio modo e/ou polvilhar sobre os alimentos.

Ele agora já está na casa dos 30 anos, é casado e com dois filhos, e ainda livre do câncer. Ele gosta de postar histórias de câncer alternativos de cura em seu site – Chris bateu o câncer. ( http://www.chrisbeatcancer.com/ )

Que o gengibre teste de prevenção do câncer

O teste piloto foi realizado em Atlanta, na Emory University do estado da Georgia, EUA. Foi publicado no Instituto Nacional de Saúde (NIH) PubMed como “Efeitos da suplementação de gengibre em Biomarcadores do ciclo celular na mucosa aparentemente normal do cólon:. Resultados de um estudo piloto, aleatório, controlado” A divisão usual de indivíduos do grupo placebo e de teste dividiu o grupo de 20 indivíduos considerados de alto risco para câncer colorretal em dois grupos de 10 cada.

Esta abordagem de duplo estudo cego é uma farsa bastante cruel para os indivíduos do grupo placebo, enquanto que utilizam medicamentos não-tóxicos. Mas os pesquisadores insistem com este protocolo ao invés de usar outros métodos como animais como cobaias para que possam aceitá-lo como uma pesquisa baseada em evidências científicas.

Aos 10 indivíduos sortudos foram dadas duas gramas de gengibre por dia, durante 28 dias. Os mais modernos métodos da arte de testes de diagnóstico foi utilizado para observar vários marcadores em todos os 20 indivíduos negativos para a formação de câncer Eles examinaram biópsias da mucosa retal e epitélio (camada de tecido fino) criptas (pequenas bolsas) de ambos os grupos. Após os 28 dias, o resultado da biópsia para aqueles que estavam tomando duas gramas de gengibre diário foram muito melhor do que o grupo placebo.

Os pesquisadores concluíram : “. … que o gengibre pode reduzir a proliferação de epitélio de aparência normal coloretal e o aumento da apoptose [morte de células cancerígenas] e diferenciação em relação à proliferação … [a] suportar um grande estudo para investigar estes resultados” Por outras palavras, você pode começar a usar o gengibre para ajudar a manter o câncer longe, especialmente o câncer colorretal.


O Gengibre (Zingiber officinale) é uma planta herbácea da família das Zingiberaceae, originária da Índia e da China e da ilha de Java, de onde se difundiu pelas regiões tropicais do mundo. Outro nome conhecido no norte do Brasil, principalmente pelos indígenas, é Mangarataia ou mangaratiá. É conhecido na Europa desde tempos muito remotos, para onde foi levado por meio das Cruzadas. Em Portugal existe registro da sua presença desde o reinado de D. João III (1521-1557). A introdução do gengibre no Brasil é atribuída por muitos autores às invasões holandesas que ocorreram por volta de 1625 no Estado de Pernambuco.

Sugestões para consumir gengibre

Você pode comprar cápsulas de gengibre, ou usar gengibre em pó para fazer uso do seu próprio modo e/ou polvilhar sobre os alimentos. Duas gramas não é quantidade muito significativa, especialmente se você usá-lo para fazer chás, outras bebidas, ou com os alimentos. Você pode comprar raiz de gengibre na maioria das lojas de alimentos naturais e saudáveis. A raiz do gengibre não está entre os alimentos top no uso de pesticidas da maioria dos alimentos de pulverizados com agrotóxicos.

Então não se preocupe se o preço da raiz de gengibre orgânico não está dentro do seu orçamento. Descasque a pele fora das raízes de gengibre antes de usá-los. Se você faz suco com um espremedor de trituração, você pode soltar alguns centímetros da raiz em seu espremedor junto com outros vegetais e maçãs.

Ele tempera melhor os alimentos e fornece uma grande dose de prevenção contra o câncer. Para o chá de gengibre, é melhor usar o método tradicional de cobrir o fundo de uma panela com fatias finas de raiz de gengibre descascado, colocando-o para ferver em seguida, deixando ferver por meia hora. A parte que voce não consumir pode ser armazenado na geladeira por alguns dias.Aqui estão algumas sugestões de receitas de pratos com gengibre:http://www.vegangela.com/tag/ginger/ ;http://allrecipes.com / receita / gengibre-veggie-salteados / ) Fontes para este artigo:http://www.cdc.gov/cancer/colorectal/basic_info/facts.htm
http://www.vitasearch.com/get-clp-summary/40534
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23303903

Saiba mais: http://www.naturalnews.com/039058_colorectal_cancer_prevention_ginger.html#ixzz2KjEJSpoI

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

terça-feira, 19 de abril de 2016

SAL REFINADO X SAL MARINHO X SAL INTEGRAL-A importância do sal no organismo-Saiba escolher


SAL-PERIGOS E VANTAGENS DE UMA BOA ESCOLHA-Dr. Marcio Bontempo
Sabe-se que o ser humano não pode viver sem o sal. Biologistas afirmam freqüentemente a importância do cloreto de sódio para a manutenção do metabolismo e do equilíbrio do sistema imunológico, ou de defesa. Na natureza os seres vivos adquirem o sódio dos alimentos, sem precisar adicionar coisa alguma, como no caso do sal extra usado pelo homem. Na verdade, se vivêssemos em ambiente bem natural, consumindo apenas alimentos naturalmente retirados do meio ambiente, não precisaríamos de sal. Porém vivemos hoje uma situação mais artificial, sendo grande o nosso desgaste físico e a conseqüente perda de minerais importantes, seja pelo “estresse” moderno, excesso de trabalho, perturbações emocionais (por exemplo, a perda de Zinco nas neuroses e psicoses), seja pelos antinutrientes da dieta comum (açúcar branco, farinhas refinadas etc.) e pela má alimentação. Existe muita confusão, no entanto, quanto ao uso do sal marinho puro e do sal refinado, sendo que o primeiro é o que contém elementos importantes e o segundo é prejudicial.  O sal marinho contém cerca de 84 elementos que são, não obstante, eliminados ou extraídos para a comercialização durante o processo industrial para a produção do sal refinado. Perde-se então enxofre, bromo, magnésio, cálcio e outros minerais menos importantes, que, no entanto, representam excelente fonte de lucros. Uma indústria que esteja lucrando com a extração desses elementos do sal bruto é geralmente poderosa e possui a sua forma de controle sobre as autoridades. É claro que será então dada muita ênfase na importância do sal refinado empobrecido e pouca atenção ao sal puro, integral, inclusive abominando-o. O sal marinho é o sal que resulta da evaporação da água do mar. Como não passa pelo processo de refinamento do sal de cozinha comum, o sal mineral, ele tem mais minerais.Apesar do sal marinho ter mais minerais e, por isso, ser melhor para a saúde do que o sal refinado, ele não deixa de ser sal e, sendo assim, se deve consumir apenas 1 colher de chá por dia, que são cerca de 4 a 6 gramas. Os pacientes com hipertensão devem eliminar qualquer tipo de sal da alimentação.O sal marinho pode ser encontrado grosso, fino ou em flocos, nas cores rosa, cinza ou preto.
Durante a “fabricação” e lavagem do sal marinho são perdidas as algas microscópicas que fixam o iodo natural, sendo necessário depois acrescentar iodo, que é então colocado sob a forma de iodeto de potássio, um conhecido medicamento usado como expectorante em xaropes. Ocorre que o iodeto não é de origem natural. É utilizado para prevenir o bócio como exigência das autoridades de “controle”. No entanto é geralmente usado numa quantidade 20% superior à quantidade normal de iodo do sal natural, o que predispõe o organismo a doenças da tireóide diferentes do bócio, como nódulos (que hoje em dia as pessoas estão tendo em freqüência maior) de natureza diversa, tumores, câncer, hipoplasia etc.O sal marinho, não lavado, contém iodo de fácil assimilação e em quantidades ideais. O problema que fez com que se exigisse a iodatação artificial do sal é que industrias poderosas têm interesse na extração de produtos do sal bruto e na venda do refugo: o sal refinado. Na trama montada, há também o interesse na venda do iodeto de potássio que gera lucros absurdos para multinacionais. Imagine quanto iodeto é vendido.
Jacques de Langre chama esse mecanismo de “Big Oceano Multinacional Busines Organization“, capaz de controlar governos (principalmente o nosso) e mobilizar profissionais cegos e manipulados da área de saúde a defenderem o sal refinado até mesmo na imprensa, como aconteceu recentemente no Brasil.  Existem outros problemas, não observados, quanto à adição de iodo artificial. Os aditivos iodados oxidam rapidamente quando expostos à luz. Assim, a dextrose é adicionada como estabilizante, porém, combinada com o iodeto de potássio, produz no sal de mesa uma inconveniente cor roxa, o que exige então a adição de alvejantes como o carbonato de sódio, grande provocador de cálculos renais e biliares, conforme vários estudos científicos. Este produto existe em quantidades descontroladas no sal refinado, pois é impossível a sua distribuição uniforme. Produz cálculos em animais de laboratório, quando usado diariamente em quantidades um pouco inferiores às encontradas habitualmente no sal de cozinha.  Também no processo de lavagem são eliminados componentes como o plâncton (nutriente), o krill (pequeno camarão invisível) e esqueletos de animais marinhos invisíveis. De certa forma, em pequenas quantidades, estes fatores fornecem importantes oligoelementos como zinco, cobre, molibdênio etc., além de cálcio natural. O krill é o alimento básico das baleias.  Na industrialização do sal, freqüentemente é feita, então, uma lavagem a quente para melhor “clarear” o produto, perdendo-se aí a maior parte dos seus macro e micro elementos essenciais, a maior parte deles úteis na ativação e figuração de enzimas e coenzimas. A utilização do vácuo durante o processo auxilia também a perda de elementos.

Depois de empobrecido, o sal industrial é “enriquecido” com aditivos químicos, contendo então perto de 2% de produtos perigosos. Para evitar liquefazer e se formar pedras (senão gruda nos saleiros e perde a concorrência para os sais mais “saltinhos”), recebe oxido de cálcio (cal de parede) que favorece também o aparecimento de pedras nos rins e na vesícula biliar devido à sua origem não-natural. Depois outros aditivos são usados, como: ferrocianato e prussiato amarelo de sódio, fosfato tricálcico de alumínio, silicato aluminado de sódio e agentes antiumectantes diversos, entre eles o óxido de cálcio e o carbonato de cálcio. Obtém-se assim o sal refinado que agrada a dona-de-casa: branco, brilhante, soltinho, rico em antiumectantes, alvejantes, estabilizantes e conservantes, mas sem cerca de 2,5% de seus elementos básicos, que não são exigidos por lei;Entre uma das perdas irreparáveis no refino do sal está o importante magnésio, presente no sal marinho sob a forma de cloreto, bromato, sulfato etc., de origem natural.Sabe-se que a escassez de magnésio no sal refinado favorece também a formação de cálculos, além de arteriosclerose em diversas regiões do organismo quando o cálcio de origem não natural está presente, como é caso do sal industrializado. 
Sabemos que o magnésio enquanto abundante no adulto é escasso em pessoas idosas, que está relacionado à sensibilidade precoce e impotência. O organismo adulto precisa de cerca de 1 grama de magnésio/dia. A desmineralização pela lixiviação do solo produz uma redução da quantidade de magnésio em vegetais e sementes. O magnésio também está diminuído nos cereais decorticados e farinhas brancas e sempre em quantidades suficientes nos produtos integrais. O sal refinado comum de mesa processado à vácuo ou fervido, possui somente cerca de 0,07% de magnésio. O magnésio promove a atividade das vitaminas e estimula numerosas funções metabólicas e enzimas como a fosfatase alcalina. Participa de modo importante no metabolismo glicídico e na manutenção de equilíbrio fosfato/cálcio.  Testes de laboratório revelam que cobaias desprovidas de magnésio param de crescer e morrem em 30 dias. Os benefícios do sal rico em magnésio são devidos ao espetacular estímulo ao crescimento normal de células.  O sal marinho não é a única fonte de magnésio. Ele está presente normalmente nas folhas verdes (como núcleo da molécula de clorofila) e em muitos alimentos do reino vegetal. Com a alimentação a base de produtos refinados, como sal, açúcar, cereais etc., as pessoas estão expostas a muitos problemas, sem que as autoridades sanitárias atentem para esta nefasta situação.  Não é necessário usar uma grande quantidade de sal marinho na dieta, como pode parecer. Bastam pequenas quantidades. Sabe-se também que o teor de sódio deste sal é menor que no refinado, que possui elevadas concentrações de sódio sob a forma de cloreto. Isto pode ser verificado provando-se os dois. O sal refinado produz uma sensação desagradável devido a sua elevada concentração de sódio, ao passo que uma pedrinha de sal marinho é até agradável ao paladar. Assim, o sal refinado favorece a pressão alta e a retenção de líquidos, o que não ocorre com o sal marinho natural. O hipertenso pode até usar sal marinho no alimento, dependendo da sua condição clínica, pois os teores de sódio são menores. 
O consumo de sal refinado é hoje muito exagerado. A quantidade usada é estimada em 30 g/dia/pessoa, sendo maior se existe o costume de usar alimentos mais salgados do que o habitual. Um prato de comida contém de 8 a 10 g de sal, não estando com sabor muito salgado. Mensalmente uma pessoa consome cerca de 1 quilo de sal, o que é já um grande excesso.  Sabemos que quando um médico atende um paciente que sofre de pressão alta ele diminui ou suspende o sal, pois a sua capacidade hipertensiva já é conhecida, mas nada se faz para prevenir mais casos de pressão alta informando a população sobre os efeitos do sal refinado. Ao contrário, levianamente, médicos e autoridades permitem que se use quanto se queira do mesmo. É freqüente que, quando alguém mais consciente recomenda ou usa o sal marinho, a “autoridade” reprove o uso preocupada com um fator menos importante que ela apenas “acha” que ocorre que é a “falta” de iodo no sal dos “naturalistas”. O mais curioso é que os médicos, sem saber, também estão correndo o risco de sofrer de hipertensão, problemas renais etc., pois usam o sal refinado.  
Nos Estados Unidos, em vários países da Europa e até no Brasil já existe sal “colorido”. Podemos ter em casa um sal azul, vermelho, roxo, verde e qualquer outra cor que se queira, como mais um resultado da capacidade tecnológica da nossa civilização. Como mais um exemplo de fator antivida determinado por interesses em lucros fantásticos.
Resumo dos Efeitos do Sal Refinado e Doenças Correlatas:  
  • Hipertensão arterial 
  • Edemas 
  • Eclampsia e pré-eclampsia 
  • Arteriosclerose cerebral 
  • Aterosclerose 
  • Cálculos renais 
  • Cálculos vesicais 
  • Cálculos biliares 
  • Hipoplasia da tireóide 
  • Nódulos da tireóide 
  • Disfunções das paratireóides  
Resumo dos Aditivos Químicos do Sal Refinado:  
  • Iodeto de potássio 
  • Óxido de cálcio 
  • Carbonato de cálcio 
  • Ferrocianeto de sódio 
  • Prussiato amarelo de sódio 
  • Fosfato tricálcico de alumínio 
  • Silicato aluminado de sódio 
  • Dextrose 
  • Talco mineral   
Observação Importante: O sal bruto, retirado das salinas não deve ser usado e sim o sal marinho moído fino (é o mesmo sal grosso próprio para churrascos). O sal bruto que provém dos compartimentos mecanicamente escavados das salinas possui até 20% de agentes poluentes quando oriundo de baías poluídas pelas indústrias. No Brasil temos a sorte de não termos um sal bruto assim pois a maior parte dele provém de Cabo Frio (RJ) e Mossoró (RN). Nos Estados Unidos e outros países europeus o problema é BEM grave, pois o sal contém de 7 a 20% de agentes poluentes industriais e sujeira. Nestes casos é necessário que o sal seja bem lavado e refinado. 
Você já ouviu falar sobre o incrível cristal de sal que vem diretamente das montanhas do Himalaia? É embalado com alguns benefícios bastante surpreendentes e é um novo ingrediente surpreendente para adicionar a sua despensa. É uma alternativa absolutamente maravilhosa ao sal de mesa.
A história
Primeiro de tudo, o que faz o sal de cristal do Himalaia ser tão incrível? Cerca de 200 milhões de anos atrás, havia camas cristalizadas de sal que foram cobertas com lava. Sendo mantidas nesse ambiente intocado e imaculado que foi cercado por neve e gelo durante tantos anos significa que o sal foi protegido da poluição moderna. Muitas pessoas acreditam que este sal rosa é o mais puro sal que pode ser encontrado no planeta.
Minerais e energia
O sal do Himalaia contém os mesmos 84 minerais e elementos que são encontrados no corpo humano, que por si só é bastante impressionante! Alguns destes minerais incluem: o cloreto de sódio, sulfato de cálcio, potássio e magnésio. Ao utilizar este sal, na verdade você está recebendo menos ingestão de sódio por porção do que o sal de mesa regular, porque é menos refinado e as peças são maiores. Portanto o sal do Himalaia tem menos sódio por porção, porque os cristais ou flocos ocupam menos espaço do que o sal de mesa que é uma variedade altamente processada. Outra coisa legal sobre este sal é que por causa de sua estrutura celular ele armazena energia vibracional. Os minerais deste sal existem na forma coloidal, o que significa que eles são pequenos o suficiente para as nossas células para os absorver fácilmente.
Quais são exatamente os benefícios?
Alguns dos benefícios que você pode esperar por consumir este sal no lugar do sal de mesa regular incluem:
  • Auxilia na saúde vascular;
  • Ajuda pulmões saudáveis e função respiratória;
  • Promove o equilíbrio do pH estável dentro das células;
  • Reduz os sinais de envelhecimento;
  • Promove padrões de sono saudável;
  • Aumenta a libido;
  • Previne cãibras musculares;
  • Aumenta a hidratação;
  • Fortalece os ossos;
  • Reduz a pressão arterial;
  • Melhora a circulação;
  • Desintoxica o corpo de metais pesados.
Comparando o sal do Himalaia com outros sais
Sal marinho
Enquanto ainda é uma escolha melhor do que o sal de cozinha ou mesa, o sal marinho está se tornando cada vez mais processado e admitamos, nossos oceanos estão se tornando cada vez mais poluídos a cada ano, apenas pense sobre os enormes vazamentos de óleos que ocorreram. Devido às condições originais de que o sal rosa é mantido, diz-se ser o mais puro sal disponível hoje.
Sal de mesa
Regularmente, do sal de mesa comercial é completamente retirada a maioria dos seus minérios com a exceção de sódio e cloreto. Ele é, em seguida, branqueado, limpo com produtos químicos e, em seguida, aquecido à temperaturas extremamente altas. O iodo que é adicionado ao sal de mesa é quase sempre sintético que é difícil para os nossos corpos absorver corretamente. Depois ele é tratado com agentes anti-aglomerantes, impedindo que o sal se dissolva no depósito. Estes agentes, em seguida, evitam que o sal seja absorvido em nossos próprios corpos, o que leva a uma acumulação e depósito dentro dos órgãos. Isso pode causar problemas de saúde graves. Estudos têm mostrado que, para cada grama de sal de mesa consumida e que o corpo não pode processar, ele vai utilizar 20 VEZES a quantidade de água celular para neutralizar a quantidade de cloreto de sódio, que está presente no sal tratado quimicamente.
Esta é em parte parte, a causa do porquê da má reputação do sal. Não é necessariamente o sal que não é saudável para nós, mas o  processo de refinamento dele que não é saudável. Afora isso, muitos de nós consumimos muitas comidas processadas. Estes alimentos contêm quantidades astronômicas de sal, e não do tipo bom. Não se trata de limitar o nosso consumo de sal, e sim consumir mais alimentos naturais, caseiros e integrais. Desta forma, optamos por qualidade.
Livre de toxinas e poluentes, esse alimento, recolhido em depósito seculares do Himalaia, é considerado o sal mais puro do planeta e sua cor rosa deve-se à alta concentração de minerais em sua composição – ele carrega mais de 80 tipos de minerais.O alto poder desintoxicante do sal rosa é benéfico para ajudar a eliminar toxinas do corpo, purificar o sangue e regular a produção de óleo pela pele. Além disso, a alta concentração de magnésio, por exemplo, é benéfica para prevenir cãibras e fortalecer os músculos e o sistema imunológico.

Como usar

Banho

Como banho de sal, o produto é ideal para quem quer relaxar e tonificar a pele. Isso porque, junto à agua morna, ele ativa a transpiração e, consequentemente, a eliminação de toxinas. Para utilizar, basta acrescentar sal à vontade na banheira e imergir o corpo por cerca de 30 minutos. Esse banho é especialmente eficaz antes de dormir e irá proporcionar um sono mais relaxante.

Cozinha

Adicione os cristais – inteiros ou moídos – durante o cozimento da comida. O teor de cloreto de sódio é muito semelhante ao do sal marinho, por isso, é muito importante consumir com moderação. O consumo correto desse sal ajuda também a fortalecer a saúde do sistema digestivo, prevenindo gases e prisão de ventre, além de agir como anti-histamínico natural, melhorar o humor e regular a pressão arterial.
******************************************************************************************************************

O que precisamos para ter saúde, água sal rosa magnésio

Fontes:  
CONCLUSÃO E NOTA DO BLOG
De qualquer forma: a meta é reduzir o consumo de sal, mesmo o marinho integral (não aditivado). E, lembrar que o melhor sal do mundo é o orgânico presente nos alimentos do reino vegetal, quando crus, frescos, maduros, da estação…E cuidado ESPECIAL com o molho shoyo industrializado. Com exceção de poucos (dr. Mitio Kikushi da macrobiótica, por exemplo), são lotados de açúcar mascavo, corantes e MONOGLUTAMATO SÓDICO(em breve,um post esclarecedor sobre isso) além do sal refinado… 
EQUIPE DA LUZ É INVENCÍVEL
****************************************************************************************************************
*******************************************************************************************************************

Divulgação: A Luz é Invencível